Artigos e Notícias

Você sabe o que é GED? Já utiliza ele em seu negócio?

Nos tempos em que estamos de incertezas e contenção orçamentária, os gastos e operação de uma impressora, impactam consideravelmente nos custos de uma empresaFelizmente, é possível reduzir impactos de impressão e, assim, melhorar a rotina operacional com gerenciamento de fluxostendo como resultado, a prevenção de despesas desnecessárias.  

Os softwares de GED (Gerenciador Eletrônico de Documentos), possuem funcionalidades que podem ser úteis para empresas de diferentes seguimentos. Com sua versatilidade, é possível fazer a digitalização dos documentos físicos e armazená-los em nuvem, por exemplo. Tudo estrategicamente pensado para a diminuição dos custos, ganho de tempo e potencialização dos resultados. 

Geralmente essas soluções também contam com um sistema avançado de digitalização que separa as informações mais relevantes de cada documento e as indexam em um sistema de busca, fazendo assim com que a localização dos mesmos seja mais ágilCom essa busca, é possível não somente a busca dos arquivos por seu nome, mas também pelas informações contidas em um documento. 

 

A importância do GED

De acordo com a ABGD (Associação Brasileira das Empresas de Gestão de Documentos), os profissionais brasileiros  Continue Reading…

A tecnologia no setor funerário e suas inovações

A tecnologia no setor funerário promete facilitar e muito a vida das pessoas. Quando se tem algum óbito na família, as pessoas são obrigadas a enfrentarem um processo bem desconfortável e burocrático de organização do velório e todos os trâmites necessários, porém, o cenário está mudando, e pra melhor! As empresas de tecnologia estão enxergando no setor funerário uma chance considerável de crescimento, então passaram a investir.

Há empresas que trabalham como “Uber dos funerais”, com uma forma de trabalho similar ao aplicativo americano. O Uber atualmente é a maior empresa de transporte privado do mundo, sem nenhum carro, o Airbnb como a maior empresa de pernoites e diárias do mundo sem nenhuma propriedade. Então eis que algumas empresas focaram nesse método e agora atuam totalmente digitais no ramo de vendas de planos funerários e jazigos sem ao menos ter um cemitério ou jazigo, como propriamente dito.

Continue Reading…

Vantagens no uso do BitCoins

O uso do dinheiro virtual vem crescendo cada vez mais e tem trazido alguns benefícios importantes.

Se você chegou a este este artigo sem ao menos saber o que é BitCoin, não se preocupe! Faremos um breve descrição do que se trata essa moeda que vem crescendo cada vez mais.

O Bitcoin é sem dúvidas a criptomoeda mais importante da atualidade; ou seja, um moeda virtual, criptografada para ser transacionada pela web entre outros usuários de qualquer parte do mundo, de forma direta e sem intervenções de sistemas financeiros tradicionais. Ela vai contra o controle monetário dos Estados, do poder imperativo dos órgãos tributários e a intermediação abusiva das instituições financeiras.

Criado em 2009, inspirado em um manifesto cyberpunk chamado “O Continue Reading…

Destaques da Exponaf 2019

Aconteceu na última semana a 3ª Edição da Exposição Nacional de Artigos Funerários (EXPONAF) em Campinas/SP. Diversos expositores divulgaram seus produtos e a ULTRA-i esteve lá para apresentar suas soluções e novidades.

Com mais de 64 expositores, em uma área total de 7 mil metros quadrados, fizeram da EXPONAF a maior feira funerária já realizada no Brasil. Aberta ao público em geral, os visitantes puderam conhecer mais sobre o universo funerário.

Com grande diversidade de expositores, a feira trouxe as principais novidades e tendências do setor. Houveram novidades desde urnas preparadas para receber homenagens feitas com uma caneta especial, passando por lustres com chuvas de pétalas, acessórios para urnas até carros funerários de luxo. Uma das apostas do mercado foram produtos e serviços voltados aos Pets, tendência no setor, empresas ofereciam serviços como crematórios, urnas personalizadas e portal de homenagens no caso da ULTRA-i com o Vida & Memória Pet, uma plataforma online que homenageia e guarda viva a lembrança dos seus eternos companheiros.

Aos que visitaram o estande da ULTRA-i na feira, puderam conferir as novidades que chegaram ao iVertex, a mais poderosa ferramenta para o seguimento funerário, como a ferramenta de Geolocalização, o Vida & Memória Pet, Atendimento Pet e a Base de Conhecimento.

 

Houveram também palestras durante os dias de feira, com temas como “Planejamento Estratégico” e “Marketing Funerário – Desafios da era digital”, com o palestrante Luiz Henrique da Silva.

Gestão Humanizada

Já não é novidade que as máquinas estão cada vez mais presentes, espertas e independentes. Automação, Inteligência Artificial… tudo já é uma realidade. Porém, nenhuma empresa conseguiu fazer a total substituição de seus colaboradores por robôs – o que provavelmente nunca acontecerá.  

 

A presença de pessoas é fundamental para que uma companhia possa existir, logo, falarmos de empresa humanizada, não é necessariamente uma redundância. Quando falamos em “humano”, não estamos querendo dizer ao pé da letra do Homo sapiens, e sim como o adjetivo que caracteriza aquele que tem compaixão, gentileza, bondade… O que se preocupa com o próximo. 

Continue Reading…

Novidades iVertex versão 8.0

Acompanhando as tendências do mercado funerário a ULTRA-i traz algumas novidades para facilitar e trazer mais eficiência para a gestão de seu negócio.

ATUALIZACAO2iVertex 8.0

A plataforma de softawres mais avançada do segmento funerário está de cara nova. Com novas cores e ícones, o iVertex 8.0 está ainda mais moderno!

Atendimento Pet

O menu Atendimento PET foi criado para deixar o atendimento ao tutor ainda mais dinâmico.

Todas as funcionalidades que você já conhece no módulo Atendimento, com dados totalmente personalizados para a realidade Pet, deixandoo cadastrto do animalzinho completo.

 

Vida & Memória Pet

O novo produto ULTRA-i, é a plataforma de homenagens Vida & Memória Pet.

Podendo ser usado de forma independente ou integrada ao iVertex, o Vida & Memória Pet permite que os tutores prestem homenagens aos seus companheiros de vida assim como é oferecido no Vida & Memória.

Geolocalização

Através da ferramenta de Geolocalização você terá o mapeamento das visões estratégicas da sua empresa. As informações já emitidas pelo iVertex, como indíces de inadimplência ou fechamentos de vendas, agora podem ser visualizados em mapas de forma integrada ao Google Maps.

Base de Conhecimento

A Base de Conhecimento é uma nova ferramenta no iVertex para documentação, armezenamento, distribuição e divulgação  de conteúdo. Crie e publique as normas e procedimentos, comunicados, manuais, artigos e postagens para comunição interna e externa.

Aguardamos sua visita. Estaremos nos estandes 129 e 130 na Exponaf.

VIDA E MEMÓRIA PET - ULTRA-I

Você sabe como funciona um Cemitério Pet?

Quem tem algum animal de estimação, sabe que eles trazem alegria para todos que o cercam. Seja lá qual for o seu estado de espírito, ele estará lá prontamente para te fazer companhia.

Esses animaizinhos fazem parte da família, e quando partem, muitos donos não tem um espaço para que possam fazer um enterro digno e acabam dando um fim… digamos… não muito agradável para aquele que foi seu grande companheiro.

Levando em conta que, nos dias de hoje, o Brasil já conta com cerca de Continue Reading…

A Criança diante do Sentido da Vida e da Morte

A morte não é uma situação nada fácil de se entender, para as crianças no entanto, ela se torna algo muito mais complexo.
A  profissional Ana Lúcia Nalleto, Psicóloga  Clinica do Centro Maiêutica, especialista no trabalho com enlutados para descrever este processo doloroso e difícil.

 

A morte deveria ser assim:
um céu que pouco a pouco anoitecesse
e a gente nem soubesse que era o fim…
Mario Quintana

 

Desde o nascimento, a criança está implicada na difícil tarefa de descobrir e conhecer o mundo em que vive. Os primeiros anos são marcados por grandes aprendizagens: andar,

falar, ler e escrever, conhecer as pessoas e aprender a amar.
Aos poucos, ela vai se familiarizando com o mundo por meio das pessoas que estão à sua

volta e que lhe traduzem todos os sentimentos humanos. A criança vai adquirindo confiança na vida e nas pessoas à medida que as conhece e com elas se relaciona.

UMA SITUAÇÃO DE PERDA NA INFÂNCIA

Contudo, quando uma criança vive uma situação de morte de alguém muito amado – pai, mãe, irmão, avós –, dependendo de sua idade, todo o seu sistema de crença no mundo e sua segurança de que este é um lugar bom para se viver, pode ficar enfraquecido.

A experiência de perda faz com que seu universo, ainda em construção, fique remexido e sua confiança em novas relações fique extremamente abalada. Tudo parece virar de ponta- cabeça e a vida passa a ser percebida como um inimigo perigoso. É muito comum, nesses momentos, que a criança apresente expressões de descrença e de raiva contra tudo e contra todos, e que os adultos – seus “heróis” – lhes pareça frágeis, pois eles não podem reverter a situação de ausência da pessoa amada.

Por isso, os adultos que acompanham uma criança enlutada devem saber que ela precisa do máximo de estabilidade possível. É bom evitar, quando possível, mudanças bruscas – de escola, de casa, de empregada, de cidade, dentre outras. É necessário e importante que a criança retome sua rotina, o mais rápido possível: seus compromissos escolares, suas brincadeiras com amigos etc.

Além da segurança estabelecida pela rotina, a idéia de que o mundo é bom, de que o amor é seguro e de que as pessoas vão e voltam, é muito importante para o desenvolvimento da criança. Contudo, os adultos não podem impedir que uma situação de perda aconteça, ainda na infância, abalando, temporariamente, a segurança até então construída. As crianças, cada uma à sua maneira e de acordo com sua idade, percebem a perda, sofrem e passam pelo processo de luto. Mas, como elas ainda não ampliaram sua compreensão do mundo, acabam criando “explicações próprias” sobre a morte e a vida, numa tentativa de dar sentido aos acontecimentos e sentimentos desencadeados pela perda de alguém amado.

ALGUMAS FANTASIAS DA CRIANÇA DIANTE DA MORTE

“QUANDO MINHA MÃE VOLTAR…”

A criança pequena – mais ou menos dos dois aos seis anos – concebe a morte como reversível, provisória, temporária. Assim, ela pode acreditar que a pessoa morta vai voltar e, às vezes, ela espera ansiosamente por essa volta. É claro que essa estratégia, usada também por adultos, é uma forma de a criança defender-se da dor da perda e da ausência.

“ELE MORREU PORQUE BRIGUEI COM ELE”

A criança tem um pensamento egocêntrico, ou seja, acha que tudo acontece por causa dela. Assim, ela pode pensar que a pessoa morreu porque ela fez algo que a desagradou. É muito importante que os adultos lhe expliquem que a morte não acontece porque nós queremos e que nós não temos poder sobre a morte de alguém que amamos.

“AS PESSOAS CONTINUAM TRISTES: ACHO QUE NÃO SOU SUFICIENTE PARA FAZÊ-LAS FELIZES”

Ainda como fruto do pensamento egocêntrico, a criança pode nutrir a idéia de que os adultos ficam tristes ou felizes sempre em função dela, das coisas que ela faz ou deixa de fazer. Por isso, ao ver que os adultos choram ou sofrem em razão de uma perda familiar, ela sente-se responsável por tais sentimentos. É muito importante que os adultos não escondam seus sentimentos da criança, mas que lhe garantam que estão tristes em razão da perda e não por causa dela, e que não está em suas mãos a capacidade de fazê-los felizes ou tristes.

“OUTRAS PESSOAS QUE EU GOSTO TAMBÉM VÃO MORRER?”

Como assinalamos no início do texto, morte desestrutura toda a organização interna da criança que passa, então, a temer que as outras pessoas que ela ama também morram. Desta forma, é comum que ela desenvolva um comportamento de apego, passando a ficar “grudada” na família ou mesmo a querer dormir junto com alguém, por um tempo, e preocupando-se muito quando as pessoas demoram para chegar em casa.

Os adultos devem compreender esta atitude da criança e evitar atrasos e longos períodos de afastamento; mas aos poucos precisam ajudá-la a retomar sua segurança.

“TENHO MEDO DE MORRER ”

Algumas crianças podem desenvolver um medo de morrer. Esse medo geralmente é expresso de forma sutil: ela pode reclamar de dores; ou querer, constantemente, que a levem ao médico. Isto acontece porque ela toma consciência da morte. É bom que os adultos dêem atenção às suas queixas, e possam confortá-la em relação à sua saúde e à segurança de sua vida.

COMO OS ADULTOS PODEM AJUDAR?

Diante das inúmeras atitudes/fantasias que a criança desenvolve por ocasião da morte de alguém, resta aos adultos compreendê-la e auxiliá-la – conforme as manifestações de sua idade – em seu processo de luto. Por isso, aconselhamos que seja mantido, sempre aberto, um canal de comunicação para que ela possa perguntar o que quiser. Se a criança não tiver possibilidade de obter informações e sanar suas dúvidas, ela preencherá as lacunas deixadas por essas questões com fantasias e atitudes próprias, e poderá incorrer em erros que poderão deixar marcas importantes em sua vida.

Aprender a sofrer tão cedo pode parecer um contra-senso na vida de uma criança que, de acordo com nosso desejo, só deveria usufruir de uma infância feliz e protegida. Contudo, o sofrimento e a dor fazem parte da vida humana, e podemos ser surpreendidos por eles a qualquer momento. Assim, como adultos, só nos resta traduzir para nossas crianças esse acontecimento tão avassalador, usando, da melhor forma possível, nossas experiências de luto e uma boa dose de amor e confiança.